Criada em 1964 como uma unidade autônoma, era uma das mais temidas delegacias de Minas Gerais e até mesmo do País, por seus métodos de tortura e prisões legais. Em suas dependências bem precárias e insalubres, presos políticos se juntavam a presos comuns nas salas onde se praticavam diferentes tipos de tortura: pau de arara, hidráulica, choque elétrico, palmatória, espancamentos, ameaças de morte, entre outros.

Submissões recentes