Atualmente concentrados na região do Vale do Mucuri, região nordeste de Minas Gerais, os Maxakali habitam as Terras Indígenas de Água Boa e Pradinho, em zona limítrofe dos municípios de Santa Helena de Minas e Bertópolis, divididos pelo Rio Umburanas. Além deste território tradicional, atualmente regularizado, há também grupos familiares na Aldeia Verde, município de Ladainha, e na Terra Indígena Cachoeirinha, em Teófilo Otoni, ambas adquiridas pela FUNAI. Trata-se de um povo originário do aldeamento de diversas etnias indígenas a partir do século XIX. A língua Maxakali, conhecida pelos seus falantes como Tikm’n, pertence ao tronco linguístico Macro-Jê, e é predominante nas relações sociais desse povo, cuja população foi contabilizada em 2.076 indivíduos em 2014.

Submissões recentes

Ver mais