Para garantir que os confinados cumprissem pena, a segurança do Reformatório Krenak, assim como no PIMO, também se utilizava dos indígenas para a execução do patrulhamento – neste caso, os “delinquentes, já recuperados. ”84 A partir de ambas as experiências surgiu a ideia de criação da Guarda Rural Indígena (GRIN), voltada para a capacitação de indígenas de todo o País para protegerem suas próprias aldeias.

Série: instituições repressoras na ditadura militar

Submissões recentes