Data da morte:11/07/1985

Local:Córrego do Japão, Coluna

Francisco Alves Pereira, de 59 anos, era lavrador e foi assassinado por Sebastião Pereira de Andrade, por volta das 13 horas do dia 11/07/ 1985, no lugar denominado Córrego do Japão, no município de Coluna. Francisco recebeu quatro tiros de revólver calibre 32, na área da fazenda onde morava de propriedade de João Gregório Calixto, cunhado de Sebastião Pereira de Andrade.

O nome de Francisco Alves Pereira é citado nas publicações “Camponeses Mortos e Desaparecidos excluídos da Justiça de Transição”, “Relatório final: Violações de Direitos no campo 1946 a 1988”, e “Assassinatos no campo: crime e impunidade, 1964-1986”.

Nos autos do processo sobre o assassinato, localizado pela pesquisa, consta que “os fatos ocorreram quando a vítima tentou impedir que o denunciado passasse com o gado em terrenos onde Francisco tinha uma plantação de cana."

Em suas declarações, Sebastião Pereira de Andrade confessou a autoria do crime. De acordo com relatório produzido pelo delegado de polícia Carlos Alberto de Abreu, em 21/08/1985:

"Sebastião Pereira de Andrade confessa a autoria do delito, esclarecendo que possui um terreno no Córrego do Japão e [...] junto com Alcebíades foram levar um gado até as suas terras e no caminho iam passar defronte a casa de Francisco Alves Pereira, o qual morava nas terras de seu cunhado João Gregório Calixto, quando passavam com o gado surgiu a vítima desses autos com uma foice na mão passando pelo gado vindo em sua direção para ataca-lo, ocasião em que puxou do revólver fazendo disparos, fugindo em seguida e logo depois tomou conhecimento que Francisco faleceu devido aos tiros."

Entretanto, o processo não informa a pena imposta a Sebastião Pereira de Andrade. Assim, não foi possível saber se ele foi julgado e foi preso ou se permaneceu em liberdade.

Submissões recentes