Mais do que descrever individualmente os casos de violação dos direitos humanos no campo entre 1961 e 1988 que tivessem a atuação direta de agentes de Estado ou indícios de sua omissão ou conivência, era objetivo da Covemg compreender o quadro geral dessas violações, os principais tipos de violadores e as vítimas como um grupo social ameaçado pelos detentores de terras, de meios econômicos e políticos. No volume 2 do Relatório Final da Covemg há a descrição pormenorizada dos 109 casos de camponeses mortos, assim como das perseguições políticas e conflitos agrários. No site constam os documentos localizados que serviram como referência da pesquisa, por isso sugerimos a leitura do volume 2 do Relatório Final da Covemg para maiores informações

Série: Assassinatos e desaparecimentos de trabalhadores rurais e seus apoiadores

Coleções nesta comunidade

Submissões recentes