Data da morte:04/04/1985

Local:São Francisco

Moacir da Silva era trabalhador rural e possuía 23 anos quando foi assassinado. Ele trabalhava na fazenda Galba, localizada no Vale do Urucuia, no município de São Romão. Moacir e outros trabalhadores rurais receberam uma boa proposta para irem trabalhar nessa fazenda, entretanto, ao fim do serviço, não receberam o que havia sido prometido. Os trabalhadores foram então conversar com o fazendeiro. Este afirmou que não pagaria o valor combinado, causando revolta nos trabalhadores, que pediram demissão. Após esse acontecimento, o fazendeiro mandou o pistoleiro conhecido como ‘’Antônio Boi’’ matar Moacir, que foi assassinado a tiros na estrada localizada no município de São Francisco. Logo após sua morte, relatos informam que dois indivíduos que se identificaram como delegado de polícia e soldado do Exército executaram a perícia e sepultaram o corpo de Moacir, que foi enrolado em um cobertor. O assassinato é citado nas publicações “Camponeses Mortos e Desaparecidos: Excluídos da Justiça de Transição”, “Relatório final: Violações de Direitos no campo 1946 a 1988”, “Retrato da Repressão Política no Campo – Brasil 1962-1985: Camponeses torturados, mortos e desaparecidos”, “Assassinatos no campo: crime e impunidade 1964-1986” “Conflitos de terra no Brasil, 1985” e “Fetaemg 30 anos de luta 1968 a 1998”

Submissões recentes