Data da morte:25/01/1986

Local: Paracatu

Walter Gonçalves de Carvalho era trabalhador rural e foi assassinado na fazenda Buritizeiro, em Paracatu (MG), no dia 25/01/1986, às 4h55. O trabalhador recebeu quatros tiros de revólver calibre 38. De acordo com o jornal Pelejando de abril de 1986, “os assassinos são Urcelino da Silva Neiva, Negrão e Chaveiro. Após o crime, Urcelino da Silva Neiva foi para Paracatu onde ficou livre andando pelas ruas.” Dois dias após o assassinato, o STR de Paracatu divulgou documento noticiando a violência no meio rural da região e denunciando a impunidade para os crimes ocorridos contra trabalhadores rurais.

Sobre a morte de Walter Gonçalves, o STR de Paracatu afirmou que não se sabia as causas, mas reforçou que o principal criminoso, Urcelino da Silva Neiva, conhecido como Letinho, estava “em plena liberdade pelas vias públicas de Paracatu.”

O nome de Walter Gonçalves de Carvalho consta como trabalhador rural assassinado em 1986 nas publicações “Conflitos de Terra, vol II, 1986”; “Conflitos de Terra no Brasil, 1986”, “Camponeses mortos e desaparecidos: Excluídos da Justiça de Transição”, “Relatório final: Violações de Direitos no campo 1946 a 1988” e “Fetaemg 30 Anos de Luta: 1968-1998”

Submissões recentes