As Cartas de Linhares foram escritas por presos políticos, em dezembro de 1969, que pertenciam a duas organizações integrantes da luta armada: Comando de Libertação Nacional (Colina) e Corrente Revolucionária de Minas Gerais (Corrente). Estes signatários estavam detidos na penitenciária de Linhares, em Juiz de Fora/MG. As Cartas de Linhares representam um dos documentos mais importantes sobre a prática da tortura no período militar.

Submissões recentes